sábado, 20 de dezembro de 2014

O Clube de Jornalismo deseja a todos um...


Natal no Agrupamento de Escolas de Almeirim
 
   Realizou-se no passado dia 17 de dezembro o Jantar de Natal do Agrupamento de Escolas de Almeirim. O Clube de Jornalismo deixa aqui umas fotos ilustrativas deste evento, em jeito de homenagem a todos os participantes e responsáveis pela sua concretização.


sábado, 6 de dezembro de 2014

Agrupamento de Escolas de Almeirim comemora Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

  No dia 3 de dezembro, os nossos alunos receberam a visita do campeão almeirinense Bruno Leitão, que se deslocou a várias escolas do Agrupamento, onde ocorreram sessões de autógrafos.
  A atividade, dinamizada pelo Departamento de Educação Especial, incluiu também a "Exposição de medalhas e taças" do atleta, patente no átrio da Escola Básica Febo Moniz.

  Aqui ficam algumas fotos ilustrativas deste evento:  


Feira da ladra, "Marché aux puces", "El rastro"




Entre os dias 18 e 28 de novembro, realizou-se, na sala R1 da Escola Secundária Marquesa de Alorna, uma “Feira da ladra”. Este projeto foi organizado pelas professoras das disciplinas de Espanhol e Francês.
Decorreu entre as 10:00h e as 16:00h e os visitantes puderam visualizar e adquirir objetos diversos, roupa e bijuteria usada e em bom estado.
Tanto os professores como os alunos e funcionários tiveram oportunidade de adquirir roupas, livros, bibelôs, entre outras coisas, a preços acessíveis.
A participação dos alunos e dos professores foi fundamental para a realização e sucesso desta feira.
 Autoras: Mara Moreira e Maria Leonor Rodrigues, com a colaboração de Carolina Rodrigues (9ºA)

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Pelo nosso Agrupamento...

NOTÍCIA DOS ALUNOS DO 4.º AMV




terça-feira, 4 de novembro de 2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMEIRIM  HOMENAGEIA ESTUDANTES





A I Gala do Agrupamento de Escolas de Almeirim teve lugar no passado dia 31 de outubro, no CineTeatro de Almeirim, com a realização de duas sessões: uma às 18.30h, para os alunos dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, e outra às 21.30h, destinada aos alunos do Ensino Secundário. Neste espetáculo foram homenageados os estudantes que, no ano letivo de 2013-2014, se destacaram pelas suas atitudes, bom comportamento e aproveitamento.
O espetáculo iniciou-se com as intervenções do Diretor do Agrupamento de Escolas de Almeirim, José Carreira, e do Presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro, que referiram a importância deste género de iniciativas como medida potenciadora de sucesso educativo. O espetáculo contou com a presença de elementos do executivo da Câmara Municipal de Almeirim e da Associação de Pais, bem como de professores, pais e familiares dos alunos homenageados.
 Foram entregues diplomas de Mérito, distribuídos por duas categorias: o diploma de Quadro de Excelência, destinado aos alunos que se distinguiram pelos seus resultados escolares, e o diploma de Quadro de Valor, destinado aos estudantes que se distinguiram através das suas atitudes de solidariedade, respeito e companheirismo.
A Gala foi apresentada e abrilhantada por alunos do Agrupamento, destacando-se a apresentação de vários momentos musicais, tendo sido esta uma forma encontrada pelo Agrupamento para comemorar o Dia da Música.
O Agrupamento de Escolas de Almeirim aproveitou a realização deste evento para promover uma ação humanitária, no âmbito da Luta contra a Pobreza, solicitando a todos os participantes a entrega de um bem alimentar que será, posteriormente, entregue a uma Instituição de Solidariedade Social.

Seguem-se algumas fotos ilustrativas deste evento: 












quinta-feira, 30 de outubro de 2014

APRESENTAÇÃO DO CONTO “O homem da gaita ” ATRAVÉS DA REALIDADE AUMENTADA



Na biblioteca da nossa escola, no dia 22 de outubro, assistimos a um conto:
“O Homem da Gaita” cujo autor é José Afonso.
Foi contado de forma diferente com ajuda de um Ipad e de uma coluna bluetooth que nos permitiu ouvir os sons da história: o burro a zurrar, a gaita a tocar, os mochos a piar, a loiça o tilintar, o juiz a falar e a música a ouvir-se.
Algumas das ilustrações do livro surgiam no Ipad de forma animada, mas também a contadora de histórias, a Ana Paula, expressou e representou as diferentes personagens de uma forma quase real.
No nosso imaginário, à medida que ouvíamos e víamos a história sentíamo-nos a fazer parte daquela realidade culminando com a envolvência animada de todos os participantes no canto da música “O Homem da Gaita” .
Os nossos colegas do clube de artes dramáticas, que estavam a assistir, presentearam-nos com uma atuação de cântico admirável, que nos deixou encantados.

No final, agradecemos aos formadores Rui Gaspar e Ana Paula por nos terem proporcionado uma experiência inovadora  de que tanto gostámos, e como reconhecimento, oferecemos-lhes livros sobre Almeirim, gentilmente cedidos pela Câmara Municipal de Almeirim.


                                                               





 Trabalho dos alunos do Projeto da Sala Multifunções ESMA

outubro de 2014

quarta-feira, 18 de junho de 2014

O Nosso Jornal -3º período

Clique na imagem para visualizar O Nosso Jornal
3º período


terça-feira, 17 de junho de 2014

O 5º H descobre Saramago

Durante o segundo período, a turma do quinto ano da escola EB 2,3 de Febo Moniz de Almeirim, leu a obra “ A Maior Flor do Mundo “ de José Saramago.
Como a turma não conhecia este autor, começaram por ler a autobiografia do mesmo. De seguida estudaram as diferenças entre uma autobiografia e uma biografia; redigindo depois a sua biografia.
Os alunos começaram então, a ler a obra e ao mesmo tempo, realizaram o guião de leitura. No fim da leitura da obra, cada aluno escreveu o seu próprio texto sob o título “A Maior Flor do Mundo”.
A professora escolheu três textos e aqui estão eles, esperamos que gostem…


Texto coletivo da turma H do 5º ano (Produção de uma notícia…)


A MAIOR FLOR DO MUNDO (1)

Esta é a história que conta a amizade entre uma semente que se encontrava sozinha no mundo e um menino – o Joaquim.
Como ela dizia às outras: “Eu sou única!” Todas as outras sementes gozavam com ela. Mas ela não se importava, dizia que um dia todos “iam ver…”.
Nessa altura a chuva teimava em não aparecer, logo as sementes que caíam à terra não desabrochavam. Era um tempo sem verde, sem alegria. Os homens temiam o pior!
O Joaquim apareceu por ali um dia e resolveu escolher somente uma semente. Porque a água era escassa e os pais não iam deixar que ele gastasse a pouca que tinham.
Levou-a para casa e depois de arranjar o canteiro, debaixo da sua janela, regou a terra e semeou a linda semente. Todos os dias conversava com ela, não se esquecendo de a regar. Até que ela nasceu! Que alegria para a pequena semente e para o menino.
Mas, um dia o menino adoeceu. Muito triste pediu à mãe que não se esquecesse da sua planta. O tempo foi passando e ele não melhorava….
A plantinha foi crescendo, mas sentia-se triste por não poder ser vista, nem ver o menino. Até que um dia pensou: “Tenho de fazer alguma coisa para mostrar ao menino que gosto dele e que estou agradecida por me ter tratado. Já sei amanhã quando a mãe me vier regar vou crescer até ao céu“.
Assim fez, no dia seguinte cresceu, cresceu, cresceu até conseguir chegar à janela do quarto do menino e vê-lo. Que alegria foi para ele quando acordou e viu a sua amiga. Ficou tão feliz que até melhorou.
Todos diziam: esta é a maior flor do mundo! Sim senhor, ela era diferente…


Texto elaborado por: Afonso Mendes, nº1, 5ºH


A Maior Flor do Mundo (2)
O João era um menino muito só e como não tinha amigos passeava muitas vezes pelo campo.
Um dia, durante um passeio, encontrou uma bolinha vermelha no chão, que mais parecia um chocolate “m&m”.
Ele apanhou-a, mas em vez de a comer, levou-a para casa e colocou-a em cima da mesa-de-cabeceira, onde podia vê-la quando adormecia e quando acordava.
Ficou tão contente por ter uma amiga que correu a mostrá-la à avó que estava na horta. Pelo caminho ele tropeçou numa pedra e caiu, então o “m&m” saltou-lhe da mão e caiu na terra.
               O João escavou, escavou, mas não o encontrou.
Voltou para casa com uma imensa tristeza.
Nessa noite sonhou com a sua amiga. Então de manhã correu para a horta da avó para tentar encontra a sua amiga. Nessa noite tinha chovido imenso e no local onde caiu o “m&m” só encontrou uma planta que nascia na terra, era de certeza a M, a sua amiga. Afinal, o que ele pensava ser um “m&m”, não era mais do que a semente de uma flor.
O João ficou tão contente por encontrar a sua amiga que todos os dias a regava e falava com ela.
A M parecia gostar, por isso crescia e crescia. Todos os dias crescia mais um pouco. Cresceu tanto que o João deixou de ver a flor de cima.
               Todos os dias se sentava à sua sombra e brincava por ali, mas sempre com alguma tristeza por não conseguir ver a sua M.
Um dia teve uma ideia, alugou um balão de ar-quente, voou até conseguir ver o vermelho das pétalas da M. E assim passou horas a falar com a sua amiga.
 O João tinha descoberto uma forma de ver a M.
               A M era não só a maior flor do mundo como também a melhor amiga do João.
    
Trabalho realizado por Margaria Mendes, 5ºH, Nº21.

A Maior Flor do Mundo (3)
Era uma vez, um rapaz que foi dar um passeio até que encontrou uma semente. O rapaz guardou a semente e depois enterrou-a perto de um rio. Foi buscar água, regou a semente e esperou que ela crescesse.
Mas os dias passaram e a semente não crescia. O menino começou a ficar muito triste. Certo dia, apareceu uma fada e o menino disse-lhe que queria que aquela semente se transformasse na maior flor do mundo.
Como não queria ver o menino triste, a fada fez-lhe a vontade. A fada mandou um feitiço à semente enterrada e esta transformou-se numa linda e enorme flor.
O menino e o seu pai nem queriam acreditar no que estavam a ver. A flor cresceu tanto, tanto, tanto, tanto… que se transformou na maior flor do mundo e começou a ser visitada por pessoas de todo o mundo.

Texto elaborado por: Rui Braulino, nº27, 5ºH


terça-feira, 3 de junho de 2014

Bullying

É um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (do inglês bully ou valentão) ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.

Sinais de alerta da violência infantil:

Ira intensa
Ataques de fúria
Irritabilidade extrema
Frustrar-se com frequência
Impulsividade
Autoagressão
Poucos amigos
Dificuldade para prestar atenção
Inquietude física









Daniela Florêncio 10ºB Nº7
















terça-feira, 27 de maio de 2014

Dia Europeu dos Vizinhos

A celebração deste dia visa promover o convívio e a sociabilização entre vizinhos.
Conhecer os vizinhos ajuda à coesão social, a uma melhor vida em conjunto e cria novos laços de solidariedade entre as pessoas.
A ideia de criar o Dia dos Vizinhos nasceu na cidade de Paris, em 1990, quando Atanase Périfan e um grupo de amigos criaram a associação "Amigos de Paris" (Paris d'amis) no 17º bairro da cidade francesa, com o objetivo de aproximar as pessoas contra o isolamento.
Em 1999, a associação lançou a primeira festa dos vizinhos no 17º bairro de Paris, juntando 800 vizinhos.
No ano de 2002, 2,1 milhões de pessoas festejaram a data em toda a França.
Em 2004, o evento alarga-se a outros países europeus e é criado o Dia Europeu dos Vizinhos.
Portugal festeja pela primeira vez a data em 2005.

Em 2006 são já 22 os países a festejar a data, com mais de 6 milhões de cidadãos a celebrar o Dia Europeu dos Vizinhos.


terça-feira, 13 de maio de 2014

Dia Internacional da Família


O Dia Internacional da Família é celebrado anualmente a 15 de maio.
A data foi escolhida pela Assembleia Geral da ONU que proclamou o dia 15 de maio como Dia Internacional da Família.
A celebração do dia Internacional da Família visa, entre outros objetivos, destacar:
A importância da família na estrutura do núcleo familiar e o seu relevo na base da educação infantil;
Reforçar a mensagem de união, amor, respeito e compreensão necessárias para o bom relacionamento de todos os elementos que compõem a família;
Chamar a atenção da população para a importância da família como núcleo vital da sociedade e para seus direitos e responsabilidades;

Sensibilizar e promover o conhecimento relacionado com as questões sociais, económicas e demográficas que afetam a família. 


















                                                                                          Daniela Florêncio 10ºB nº7

terça-feira, 6 de maio de 2014

Dia Mundial da Cruz Vermelha

No próximo dia 8 de maio 2014 comemora-se o dia mundial da cruz vermelha.
Aqui ficam alguns dados sobre esta organização:
  
Foi criada em 1863, pelo suíço Henry Dunant.
É a maior organização humanitária do mundo.
Conta com cerca de 97 milhões de voluntários, em 190 países.
Tem como missão prestar assistência humanitária e social, em especial aos mais vulneráveis.
É uma instituição universal, no seio da qual todas as sociedades nacionais têm direitos iguais e o dever de entreajuda.
7 Princípios da Cruz Vermelha: Humanidade, Imparcialidade, Neutralidade, Independência, Voluntariado, Unidade, Universalidade.
O dia 8 de maio corresponde ao dia do nascimento do fundador.


Daniela Florêncio 10ºB Nº7



terça-feira, 29 de abril de 2014

O Dia do Trabalhador

O Dia do Trabalhador ou Dia Internacional dos Trabalhadores é celebrado anualmente no dia 1º de Maio em numerosos países do mundo, sendo feriado em Portugal e noutros países.
Em 1886, realizou-se uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos. Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução do dia de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma greve geral nos EUA.
Em Portugal, só a partir de maio de 1974 (o ano da revolução do 25 de abril) é que se voltou a comemorar livremente o Primeiro de Maio e este passou a ser feriado. Durante a ditadura do Estado Novo, a comemoração deste dia era reprimida pela polícia.










Daniela Florêncio 10ºb Nº 7