Avançar para o conteúdo principal
Mais uma atividade realizada no nosso Agrupamento...
 Visita de estudo a Coimbra e Conímbriga

 No passado dia 24 de Fevereiro, 3 turmas do 7º Ano (D, E e F) realizaram uma visita de estudo de Ciências Físico-químicas, Ciências Naturais e História. Nela, visitaram o Centro de Ciência Viva de Coimbra e o Museu Monográfico de Conímbriga, onde estão expostas as peças arqueológicas da mesma cidade romana.
 Saímos de Almeirim por volta das 8H30 e chegámos a Coimbra às 10H00.
Iniciámos a visita vendo um pequeno filme em 3D sobre as moléculas da água no nosso organismo. Em seguida, dirigimo-nos à secção das experiências, que estavam divididas em grupos: a matemática, as cores, os sons e as luzes. Em seguida, fomos para uma pequena tenda-planetário onde foram projetadas as estrelas e o sistema solar sobre o teto da tenda que representava o firmamento. No final da projeção, que demorou mais ou menos 20 minutos, deixaram-nos explorar as experiências por conta própria.
Quando a visita acabou, voltámos para o autocarro e fomos para Conímbriga. Almoçámos e depois iniciámos a visita guiada pelo museu. No museu encontravam-se peças, mosaicos, moedas, entre outras coisas, que pertenceram ao povo romano e que foram encontradas naquela cidade.
Depois fomos ver os restos arqueológicos da cidade romana. Havia uma muralha que delimitava as ruínas. Estas eram, sobretudo, de casas mas também havia as das termas romanas. O nosso guia explicou-nos para que servia cada coisa que observámos.
O último edifício que visitámos foi a “casa dos repuxos” onde pudemos ver uma canalização em funcionamento, com cerca de 2000 anos, formando belos jogos de água.
Foi uma visita muito educativa.
Maria Duarte, 7.º F




 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Feliz Aniversário,Tim Tim!

Na passada sexta-feira a nossa mascote, Tim Tim, fez 85 anos! O seu criador, Hergé, criou-o a 10 de janeiro de 1929. Apareceu pela primeira vez num suplemento juvenil (Le Petit Vingtième) para o jornal de Bruxelas Le Vingtième Siècle. A data calhou numa quinta-feira, o dia da semana em que o suplemento foi publicado. Naquela época, as crianças tinham as quintas-feiras de folga da escola, compensando o facto de terem aulas aos sábados.


André Manso 6º E







Um Simples Ponto e uma Linha

E tudo pode começar com um simples ponto ou uma linha…
Quantas vezes pensamos que não somos capazes de realizar uma tarefa, porque achamos que esta parece muito difícil (superior às nossas capacidades)?
Quantas vezes olhamos para algo e chegamos à conclusão que os nossos olhos não vêem o mesmo que os de outra pessoa?
Pois bem, com esta história/actividade pretendíamos precisamente desbloquear a capacidade e a criatividade de cada criança, para que fossem livres de ver ou pintar dentro de um espaço “branco de liberdade”.
Esta missão tornou-se muito facilitada, pois os meninos desta turma, pela janela dos seus olhos, observam o mundo, e toda a arte nele contida, de uma forma muito pessoal e com uma imaginação que ultrapassou as nossas expectativas (de adulto já formatado, talvez…)
Por isso, quando lançámos o desafio, depois de ouvirem a história e de terem contactado com várias pinturas abstractas dos mais reconhecidos pintores, “vão pintar quadros onde só poderão usar pontos e linhas, mãos …
Divulgando...