terça-feira, 24 de maio de 2011

Um Simples Ponto e uma Linha








E tudo pode começar com um simples ponto ou uma linha…
Quantas vezes pensamos que não somos capazes de realizar uma tarefa, porque achamos que esta parece muito difícil (superior às nossas capacidades)?
Quantas vezes olhamos para algo e chegamos à conclusão que os nossos olhos não vêem o mesmo que os de outra pessoa?
Pois bem, com esta história/actividade pretendíamos precisamente desbloquear a capacidade e a criatividade de cada criança, para que fossem livres de ver ou pintar dentro de um espaço “branco de liberdade”.
Esta missão tornou-se muito facilitada, pois os meninos desta turma, pela janela dos seus olhos, observam o mundo, e toda a arte nele contida, de uma forma muito pessoal e com uma imaginação que ultrapassou as nossas expectativas (de adulto já formatado, talvez…)
Por isso, quando lançámos o desafio, depois de ouvirem a história e de terem contactado com várias pinturas abstractas dos mais reconhecidos pintores, “vão pintar quadros onde só poderão usar pontos e linhas, mãos à obra!” não imaginávamos que os resultados fossem tão bons! Mas, de facto, eles ali estão. Quatro mágicas telas, dos nossos meninos… penduradas em lugar de destaque a dar mais cor e mais vida à vossa escola, e, quem sabe, a estimular outros meninos a lhes seguirem o exemplo: uma linha, um ponto e … a arte aparece!
Parabéns, e muito obrigada pela tarde inesquecível!
As mães …








O Nosso Jornal agradece este artigo das mães do 1º ano BC da Escola dos Charcos... É um prazer podermos contar com a colaboração dos pais.

Sem comentários:

Enviar um comentário